Da Base

02:55 | 23/08/2019
Brasil
23/01/2019 às 07:27 - Por Vinicius Fernandes

Confira um resumo após o fim das semifinais da Copa SP de Futebol Júnior-2019

Final será uma reedição da decisão de 1992

Na noite desta terça-feira (22) foram realizadas as partidas das semifinais, sexta fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2019. Nos dois jogos foram marcados 11 gols, sendo um decidido no tempo normal e outro nos pênaltis. Ao todo são 196 triunfos e 58 igualdades, com 734 bolas na rede (2,88 de média).

Final será uma reedição de 1992 (Foto: Divulgação)

Em Araraquara, o São Paulo-SP, atual vice-campeão, goleou o Guarani-SP, por 5 a 2. Na Arena Barueri, o Vasco da Gama-RJ, que esteve numa semifinal pela última vez em 2003, eliminou o Corinthians-SP, maior vencedor do torneio, com um triunfo por 4 a 3 nos pênaltis, após empate por 2 a 2 no tempo normal. Curiosamente, o único título conquistado pelo clube carioca, em 1992, foi diante do São Paulo, nas penalidades máximas. O Tricolor Paulista já levantou o troféu em três oportunidades (1993, 2000 e 2010).

O alvinegro paulista é o dono da maior goleada desta Copinha, ao fazer 8 a 0 no Visão Celeste-RN nas oitavas de final. No entanto, a partida com mais gols continua sendo São Paulo-SP 7 x 2 Holanda-AM, na jornada inaugural.

O melhor ataque até aqui pertence ao Corinthians, com 29 gols marcados, três a mais que o São Paulo. O Vasco fez 20. Por outro lado, o Gigante da Colina possui a melhor defesa, vazado apenas cinco vezes. O Tricolor levou sete.

No geral, o marcador mais comum é e será 1 x 0, ocorrido 43 vezes, seguido por 2 x 0, registrado em 34 oportunidades. Depois aparecem 1 x 1 (32), 2 x 1 (28), 3 x 0 (24), 0 x 0 (14), 2 x 2 (13), 3 x 1 (11), 3 x 2 e 4 x 1 (10), 4 x 0 (06), 5 x 0 e 5 x 1 (05), 4 x 2 e 6 x 0 (04), 7 x 0 (03), 5x 2 (02), 3 x 3, 4 x 3, 6 x 1, 7 x 1, 7 x 2 e 8 x 0 (01).

Com nove tentos anotados, Gabriel Novaes, do São Paulo-SP, que não disputou a semifinal por estar suspenso, ocupa o topo da artilharia, um a mais que Tiago Reis, do Vasco da Gama-RJ, e Nathan, do Corinthians. Davó, do Guarani-SP, é quem mais fez gol em uma única partida: quatro, diante do Internacional-RS, na terceira fase.

Comente


NOTÍCIAS RELACIONADAS

Da Base