Da Base

02:31 | 17/12/2018
Brasil
28/11/2018 às 04:43 - Por Vinicius Fernandes

Nos pênaltis, São Paulo conquista a Supercopa Sub-20

Time são-paulino não desperdiçou uma cobrança sequer

Na noite desta terça-feira (27), em jogo de volta da Supercopa do Brasil Sub-20, o Palmeiras derrotou o São Paulo, por 2 a 1, no tempo normal, na Arena Allianz Parque, na capital paulista, mas o Tricolor, que havia vencido por 4 a 3 na ida, faturou o título nos pênaltis, por 5 a 4.

Tricolor comemora no campo rival (Foto: Twitter oficial do São Paulo)

Logo aos oito minutos, o time visitante saiu na frente, quando Toró acionou Antony, que cruzou da direita, na medida para Fabinho estufar as redes. Aos 17, depois de cobrança de escanteio de Matheus Rocha, Vitão subiu mais alto que a defesa são-paulina e cabeceou certeiro, sem chances para Júnior. A virada quase veio aos 28, em chute de Esteves, forçando boa defesa do goleiro adversário, que ainda viu a bola bater no travessão antes de sair pela linha de fundo. Aos 35, Diego, que havia acabado de receber cartão amarelo, fez falta em Papagaio e acabou expulso, deixando a equipe tricolor com um a menos em campo.

No segundo tempo, apesar da inferioridade numérica, o São Paulo conseguia cadenciar a partida, mas aos 39 minutos, após bate-rebate na área, a bola sobrou para Papagaio, que pegou de primeira para virar para os palmeirenses. Depois, aos 42, novamente após vários toques na área, a bola sobrou para Anibal, que viu Júnior defender o que seria o gol do título do Verdão, levando a partida para os pênaltis.

Na marca da cal, melhor para os são-paulinos, que converteram todas as cobranças (Walce, Gabriel Furtado, Rafael, Danilo e Gabriel Novaes) e viu o seu goleiro defender o chute de Wesley, o segundo alviverde, que finalizou muito mal, vendo a bola sair mascada diretamente para as mãos de Júnior. Papagaio, Matheus Neris, Anibal e Esteves acertaram.

Com o resultado, o São Paulo acabou conquistando também vaga para a Copa Libertadores Sub-20, da qual participou nas duas edições anteriores, sagrando-se campeão em 2016, sob o comando de André Jardine, hoje treinador do time profissional, e também em 2018, quando perdeu nas semifinais.

Comente


NOTÍCIAS RELACIONADAS

Da Base