Da Base

04:17 | 17/12/2018
Brasil
07/01/2018 às 07:20 - Por Vinicius Fernandes

Veja um retrospecto histórico dos participantes da Copa Votorantim de 2018

São Paulo é quem mais venceu e final disputou

Em 2018, entre os dias 11 e 21 de janeiro, acontecerá a 23ª edição da Copa Brasil Votorantim de Futebol Infantil, com a presença de 16 equipes.

São Paulo é o maior destaque (Foto: Divulgação)

Os 16 participantes representam nove Estados: SP (4), BA (2), MG (2), RJ (2), RS (2), GO (1), PE (1), PR (1) e SC (1).

Na história, o São Paulo-SP é o maior vencedor, com cinco títulos. O Tricolor Paulista é também quem mais finais disputou: sete vezes. Destaque merece o Juventus-SP, que ganhou suas três decisões (1998, 1999 e 2001). O atual campeão é o Flamengo-RJ, que venceu o Palmeiras-SP, por 1 a 0, na final do ano passado, gol de Lázaro.

Na primeira fase da disputa os times são divididos em quatro grupos e os dois melhores de cada avançam ao mata-mata, sempre em duelos únicos, até a final.

Grupos:

A – Seleção de Votorantim-SP, Cruzeiro-MG, Coritiba-PR e Vitória-BA.

B – Corinthians-SP, Botafogo-RJ, Internacional-RS e Goiás-GO.

C – São Paulo-SP, Atlético-MG, Figueirense-SC e Bahia-BA.

D – Palmeiras-SP, Flamengo-RJ, Grêmio-RS e Sport Recife-PE.

Confira um resumo histórico de cada clube:

SELEÇÃO DE VOTORANTIM

Melhor colocação: Vice-campeã em 2003.

Retrospecto recente: Foi eliminada na primeira fase em 2017, com três derrotas. Em 2015 e 2016 também ficou em último lugar no seu grupo, com apenas um ponto. Em 2014 foi a terceira colocada. Em 2013 terminou na lanterna.

CRUZEIRO

Melhor colocação: Campeão em 2002, 2005 e 2006.

Retrospecto recente: Semifinalista em 2017, quadrifinalista em 2016, 2015 e 2014. Não participou em 2013.

CORITIBA

Melhor colocação: Campeão em 2012.

Retrospecto recente: Quadrifinalista em 2013, eliminado na primeira fase em 2014 e 2015, vice-campeão em 2016, voltou a cair logo na fase de grupos em 2017.

VITÓRIA

Melhor colocação: Campeão em 2000.

Retrospecto recente: Sempre caiu logo na primeira fase. Lanterna do seu grupo em 2017 (com apenas um ponto ganho), em 2016, em 2015 (sem ter conseguido pontuar) e em 2014 (outra vez na última posição). Em 2013 ficou em terceiro na sua chave.

CORINTHIANS

Melhor colocação: Campeão em 2003 e 2004.

Retrospecto recente: Quadrifinalista em 2013, vice-campeão em 2014, semifinalista em 2015, eliminado na primeira fase em 2016 (com três derrotas), e caiu nas quartas de final em 2017.

BOTAFOGO

Melhor colocação: Jamais foi finalista do torneio.

Retrospecto recente: Lanterna do seu grupo em 2013 (sem ter conseguido pontuar), quadrifinalista em 2014, eliminado na primeira fase em 2015, caiu novamente nas quartas de final em 2016 e 2017.

INTERNACIONAL

Melhor colocação: Campeão em 2009 e 2011.

Retrospecto recente: Quadrifinalista em 2013 e 2014, lanterna do seu grupo em 2015 e 2017 (com apenas um ponto ganho) e semifinalista em 2016.

GOIÁS

Melhor colocação: Jamais foi finalista do torneio.

Retrospecto recente: Não participou em 2013, 2014 e 2015, eliminado na primeira fase em 2016 (com três derrotas) e quadrifinalista em 2017.

SÃO PAULO

Melhor colocação: Campeão em 1991, 1992, 2013, 2014 e 2016.

Retrospecto recente: Bicampeão em 2013 e 2014, quadrifinalista em 2015, voltou a levantar a taça em 2016 e foi semifinalista em 2017.

ATLÉTICO

Melhor colocação: Jamais foi finalista do torneio.

Retrospecto recente: Lanterna do seu grupo em 2013 e 2017, ambas as vezes sem pontuar), semifinalista em 2014, quadrifinalista em 2015 e também eliminado na primeira fase em 2016.

FIGUIERENSE

Melhor colocação: Jamais foi finalista do torneio.

Retrospecto recente: Eliminado na primeira fase em 2013, semifinalista em 2014, quadrifinalista em 2015, eliminado na primeira fase em 2016 e em 2017.

BAHIA

Melhor colocação: Vice-campeão em 1991 e 2013.

Retrospecto recente: Vice em 2013, caiu na primeira fase em 2014, 2015 e 2016, sendo lanterna do seu grupo em duas ocasiões (14 e 16), e chegou às quartas em 2017.

PALMEIRAS

Melhor colocação: Vice-campeão em 2010 e 2017.

Retrospecto recente: Semifinalista em 2013, lanterna do seu grupo em 2014 (com apenas um ponto ganho), quadrifinalista em 2015 e 2016, ficou com o segundo lugar no ano passado.

FLAMENGO

Melhor colocação: Campeão em 2015 e 2017.

Retrospecto recente: Eliminado na primeira fase em 2013 e 2014 (este último como lanterna do seu grupo, sem ter pontuado), ficou com o título em 2015, caiu nas quartas de final em 2016 e levantou a taça novamente no ano passado, sendo, portanto, o atual campeão.

GRÊMIO

Melhor colocação: Campeão em 2008 e 2010.

Retrospecto recente: Semifinalista em 2013, eliminado na primeira fase em 2014, 2016 e 2017, foi vice-campeão em 2015.

SPORT

Melhor colocação: Jamais foi finalista do torneio.

Retrospecto recente: Não participou em 2013 e 2014, eliminado na primeira fase em 2015 e 2017, foi semifinalista em 2016.

Comente


NOTÍCIAS RELACIONADAS

Da Base